Apontamentos (IX)

Ultimamente tenho sentido que músicas, há muitas, mas discos, nem por isso.

Poucos são os álbuns que têm mexido realmente connosco, daqueles que nos provocam arrepios a cada escuta, que nos arrebatam por completo, que nos deixam sem chão.

Se calhar, estamos mais exigentes, ou já não nos surpreendemos com tanta facilidade, Já não é fácil conquistar estes ouvidos, provavelmente porque vimos nascer uma série de bandas sobretudo made in britain no inicio dos anos 2000, que trouxeram sons novos e diferentes ao mundo da música.

E por isso não tem sido fácil escrever sobre o que tem aparecido. Bem tentei dar uma oportunidade aos Years And Years, aos Wolf Alice e ao novo dos Everything Everything.
Mas à excepção de um ou outro tema, a coisa não colou, e muitas vezes dava por mim a carregar no «forward».

Felizmente, ainda há esperança.

O disco novo dos Foals é uma lufada de ar fresco - falaremos sobre ele em breve - e já rodam no estaminé os mais recentes de The Fratellis, Beirut, Kwabs, Disclosure, The Dead Weather, e Chvrches, entre outros.
E claro, por aqui, aguarda-se com alguma ansiedade o novo dos Editors e o disco de estreia dos EL VY, o projeto de Matt Berninger e Brent Knopf.

Por isso, vamos lá por mãos à obra? :)

Comentários

Phonograph Me on Instagram