Play & Repeat: "Come Back Home", Olivae


Hoje começamos o dia com a nova canção de Olivae, "Come Back Home".
Ouvi-a pela primeira vez num dia cinzento e de chuva, daqueles em que é fácil deprimir e assumo que foi como encontrar o equilíbrio.

Ao contrário de "Benu", não foi a melodia que colou - calma, não estou a dizer que é má, longe disso. É (mais uma vez) muito bonita e envolvente, primeiro, só a guitarra, e depois, mais tarde, ganha mais força com o baixo e a bateria.


Mas, em "Come Back Home", o que realmente nos prende é a voz do Vasco. Já todos sabem que os meus ouvidos são particularmente sensíveis a tons mais graves, mas sobretudo que consigam demonstrar emoção e que me aqueçam a alma. E a voz do Vasco faz isso mesmo. Continua a soar incrível, e aqui, em particular, mais alegre.
E quando se faz acompanhar de uma voz feminina, ainda melhor. Neste caso, a de Sara Teixeira, delicada e radiante, o que confere a "Come Back Home" um brilho extra. Para mim, o contraste entre as duas vozes é extraordinário e a melodia só ficou a ganhar.

"Come Back Home" é um bálsamo para dias cinzentos e é para ouvir quando nos falta alguma cor.

Comentários

Phonograph Me on Instagram