À noitinha, hoje com os Impedance


Hoje, à noitinha, vamos até à Rússia conhecer o último single dos Impedance, este extraordinário "Inverse".



"Inverse" começa de uma forma calma, sempre com os beats nos sítios certos, que acabem por tornar esta entrada mais densa, ainda que com uma voz extraordinariamente marcante e muito característica e distinta.
Aos 34 segundos tudo muda e somos levados à pista de dança, e, sí, somos apanhados por guitarras e por uma linha melódica mais funk e mais divertida, daquelas que a mim me faz querer dançar e que torna a canção muito sofisticada.

Ao longo da canção, nota-se também um cuidado com os instrumentos e com a forma como a música é produzida e pensada, de forma a que nós, que a estamos a usufruir, tenhamos a noção de tudo o que lá se passa, dos beats ao baixo, sempre com a voz a dominar tudo.

"Inverse" é uma excelente amostra do que a música pode fazer. A mim, fez-me achar que um dia chato de chuva intermitente pode ser divertido e muito mais bonito.

Bom para quem gosta dos Two Door Cinema Club ou dos Phoenix e para quem gosta de música surpreendente e bem disposta.
Palavra de Chavininha. 

Comentários

Phonograph Me on Instagram